Prosiga

Oferecemos Excelência

Prosiga

Previsões, Metodologia, Estimativas e Projeções. Através de uma metodologia própria, a Prosiga se dispõe em oferecer serviços de consultoria que consideram todas as particularidades de cada empresa, considerando fatores como: condições financeiras de pagamento da empresa no momento, complexidade operacional, nível econômico financeiro da empresa, potencial de retorno e sucesso dos serviços propostos, riscos de sucesso do projeto, tempo da efetivação dos resultados, satisfação do cliente, investimentos e aportes financeiros para fins específicos, aceleração dos resultados propostos, capital de giro, aquisição de equipamentos e maquinário.

Me

Especialidades

Estamos sempre buscando o melhor para o exercício de nossas responsabilidades, aumentando tanto a nossa bagagem de conhecimento, quanto o nosso reconhecimento nos mercados que atuamos.

Consultoria Empresarial 99%
Prosiga Generali 93%
Prosiga Executive Experian 89%
Prosiga Analytics 89%
Fusões e Aquisições 17%

Fusões e Aquisições

Ajudamos você a criar valor ao seu negócio por meio de fusões, aquisições, alienações e reestruturações.

Consultoria Empresarial

Com as informações certas na fase de recuperação de crises, você pode superar o problema e sair ainda mais forte.

Prosiga Generali

Trabalhamos ao seu lado para ajudar você e/ou sua empresa a melhorar sua reputação On-line.

Recuperação de Crédito

Com o Serviço de Recuperação de Crédito, a dívida é negociada pela Prosiga com juros e condições mais favoráveis para as partes.

Prosiga Analytics

Negociação, celebração, revisão e rescisão de contratos e acordos comerciais, estruturação de negócios, compra e venda, garantias, etc.

Prosiga Executive Experian

Trabalhamos ao seu lado para ajudar você e/ou sua empresa a enfrentar crises da melhor forma.

0
Cidades Atendidas
0
Publicações
0
Facebook Like
0
Motivos para Agradecer
  • STJ: O prazo para exclusão da negativação no SPC e SERASA, inicia-se, no dia seguinte em que o débito não foi pago

    Prazo para exclusão da negativação no SPC e SERASA: a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria dos votos, decidiu, em julgamento de recurso especial (RESP), que, vencido e não pago o débito, inicia-se, no dia seguinte, a contagem do prazo de cinco anos para a permanência do nome dos devedores em cadastros de proteção ao crédito, como SPC e SERASA, independente da data em que o credor efetivou a inscrição do consumidor nos cadastros.

    Segundo o relator do recurso, Excelentíssimo ministro João Otávio de Noronha, o termo inicial da contagem do prazo deveria ser o da data do registro, entretanto esse entendimento foi vencido pela divergência iniciada pelo Excelentíssimo ministro Paulo de Tarso Sanseverino.

    Princípios

    Segundo o Excelentíssimo ministro Paulo de Tarso Sanseverino, considerar a data do registro nos cadastros de proteção ao crédito, como parâmetro inicial, seria possibilitar a permanência perpétua dessas inscrições negativas, uma vez que bastaria que essas informações fossem fornecidas a um novo banco de dados para que a contagem do prazo fosse novamente iniciada.

    Ainda segundo Sanseverino, esse entendimento é o que melhor resguarda os princípios de proteção ao consumidor. “Parece-me que a interpretação que mais se coaduna com o espírito do Código, e, sobretudo, com os fundamentos para a tutela temporal do devedor, aí incluído o direito ao esquecimento, é aquela que considera como termo a quo do quinquênio a data do fato gerador da informação arquivada".

    Esta notícia refere-se ao Recurso Especial (Resp) 1316117 
  • STJ: Bancos não podem compartilhar informações de clientes

    Bancos não podem compartilhar informações de clientes
    A 4ª Turma entendeu como abusiva a cláusula contratual que previa o repasse das informações dos clientes a outras instituições, assim como com entidades mantenedoras de cadastros positivos e negativos de consumidores.

    A decisão foi referente a um processo envolvendo o HSBC e a Associação Nacional de Defesa da Cidadania e do Consumidor (Anadec), onde a entidade pedia a declaração de nulidade da referida cláusula.

    Entendendo o caso:

    Todos os consumidores quando precisam contrair um empréstimo e/ou iniciar um relacionamento com um banco e/ou instituição financeira,  os mesmos se deparam com uma cláusula nos respectivos contratos que permite o compartilhamento de dados dos clientes com outras entidades financeiras.

    Por unanimidade, os ministros da 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça entenderam que tal cláusula é abusiva e ilegal, por inviabilizar que o cliente opine sobre o que o banco pode fazer com suas informações cadastrais.
    “A controvérsia dos autos está na determinação da abusividade de cláusula contratual que retire do consumidor a possibilidade de optar, válida e livremente, pelo compartilhamento dos dados que dá a conhecimento de certo e determinado banco, no momento que com ele contrata o serviço de cartão de crédito”, afirmou o relator do caso, ministro Luis Felipe Salomão
    “De fato, a partir da exposição de dados de sua vida financeira, abre-se um leque gigantesco para intromissões diversas na vida do consumidor. Conhece-se seus hábitos, monitora-se sua maneira de viver e a forma com que seu dinheiro é gasto. Por isso a imprescindibilidade da autorização real e espontânea quanto a essa exposição”, disse.
    Em sua defesa, o HSBC alegou que a cláusula não é abusiva, pois, se mostra de acordo com a boa-fé objetiva que deve nortear toda a relação negocial, porquanto visa facilitar as relações comerciais, como análise de dados positivos.

    Entretanto, já para os ministros, esse fato é irrelevante, já que não se admite a inserção compulsória de uma cláusula. Salomão citou o artigo 122 do Código Civil, que impede cláusulas que privem o negócio jurídico ou o sujeitarem ao puro arbítrio de uma das partes.
    “Nesse panorama, sobressai o direito básico do consumidor à proteção contra práticas e cláusulas abusivas, que consubstanciem prestações desproporcionais, cuja adequação deve ser realizada pelo Judiciário, a fim de garantir o equilíbrio contratual entre as partes”, concluiu o ministro ao fixar multa diária de R$ 1 mil caso o banco não exclua a referia cláusula.
    Vale ressaltar que a decisão não impede o encaminhamento de dados dos clientes ao SPC e Serasa, já que a Lei Complementar 105 determina não ser violação ao sigilo o fornecimento de informações constantes de cadastro de emitentes de cheques sem provisão de fundos e de devedores inadimplentes a entidades de proteção ao crédito (SPC e SERASA).

    Com informações do RESP 1.348.532 
  • Busca e Apreensão de Veículos: Entenda como Funciona


    Caso você tenha financiado um veículo (carro, moto, caminhão, helicóptero, etc.) e há algum determinado tempo você não esteja conseguindo pagar as prestações do mesmo, você corre o risco da busca e apreensão do veículo, que é realizada por bancos, financeiras, escritórios de advocacia e empresas de cobrança.

    Neste texto abordamos com palavras de simples entendimento a problemática enfrentada por consumidores de produtos e servições bancários e/ou financeiros sobre a busca e apreensão de veículos, nos casos em que os mesmos estejam com prestações do financiamento em atraso.

    Problemática do devedor referente a busca e apreensão de veículos:

    A principal problemática enfrentada pelos devedores de financiamentos em atraso, sem modéstia nenhuma, é a aplicação de honorários de advocacia, taxas, multas e juros por atraso ainda na faze extrajudicial da cobrança da dívida, pois, estes custos inviabilizam a retomada do pagamento e tornam a busca e apreensão do veículo quase que inevitável. Além destas cobranças, também inviabiliza o pagamento do financiamento em atraso a estratégia de cobrança utilizada pelos bancos e financeiras no sentido de só aceitarem o pagamento total do contrato em atraso.

    Previsão contratual da busca e apreensão de veículos:

    Normalmente a busca e apreensão do veículo já esta prevista nos contratos de financiamentos, aqueles com cláusulas de alienação fiduciária, aonde o contratante buscou adquirir bens móveis (veículos) como: Carros, motos, caminhões, lanchas, navios, helicópteros, etc.

    Quando a busca e apreensão do veículo se inicia:

    O início da busca e apreensão do veículo ocorre diante do suposto atraso no pagamento das obrigações por parte do consumidor devedor.

    Os escritórios de advocacia, cobrança, o banco ou a financeira entram em contato com o consumidor objetivando a cobrança das parcelas em atraso, incluindo honorários de advocacia, taxas, multas e juros por atraso no pagamento das prestações do financiamento, caso o consumidor não tenha como pagar, inicia-se os processos de busca e apreensão.

    É imperioso destacar que não existe data especifica para bancos e financeiras engrenarem na justiça com o pedido de busca e apreensão do veículo.
    Da ilegalidade da maioria das buscas e apreensões de veículos:

    Ocorre a ilegalidade devido a maioria esmagadora dos casos, os juros de mora serem cobrados conforme os bancos e financeiras desejarem, sem previsão contratual. Neste sentido, os juros de mora não podem ser superiores a 1% ao mês e multa de 2% conforme entendimento do STJ e o Código de Defesa do Consumidor.

    Ainda na busca e apreensão de veículos, na maioria dos casos, os devedores não recebem nenhuma notificação sobre seus problemas com seus credores, que em alguns casos podem gerar até o dano moral para aquele que teve seu veículo apreendido através de um processo de busca e apreensão.

    O que se tem notado é que os escritórios de cobrança estão praticando inúmeros abusos contra os consumidores na cobrança extrajudicial da dívida, além de omitirem informações com relação a dívida, estão cobrando valores que não existe previsão contratual para tal, o que também é totalmente ilegal.

    Estes escritórios, com aval dos bancos e financeiras, fazem com que o valor de uma única parcela se torne impagável, pois, para os escritórios de advocacia, bancos e financeiras o mais importante é pegar o veículo em busca e apreensão, visto que o negócio deles é o dinheiro e se o devedor não tem dinheiro, qualquer valor adquirido pela venda do veículo em leilão vai gerar dinheiro, sem contar que o devedor poderá continuar sendo cobrado, caso a venda não seja suficiente para pagamento do saldo devedor.

    Alerta sobre busca e apreensão de veículos

    Você não está participando de nenhum BIG BROTHER, mas, sem perceber está sendo vigiado! Antes dos escritórios de cobrança entrarem com a ação de busca e apreensão, eles contratam olheiros ou detetives, motoqueiros para vigiar você e saber aonde está o veículo, pois quando ganharem a liminar da ação de busca e apreensão, eles acompanham o Oficial de justiça e dão o bote certeiro para retomar o veículo, sem lhe proporcionar a mínima chance de defesa.

    Estes olheiros ou detetives particulares estacionam sua moto ou carro, na sua rua ou próximo a sua residência e ficam de plantão observando os horários que você entra e sai da sua residência com o seu veículo. No decorrer do dia enviam estes relatórios ao escritório de cobrança.

    O mais interessante é que pessoas que passam por essa situação, relataram para nós que até mesmo funcionários da administração pública acompanham esses olheiros ou detetives, induzindo o devedor entregar o veículo extrajudicialmente.

    Aconselhamos que em casos de dúvidas a respeito do oficial de justiça, não deixe de chamar a polícia, visto que também existem casos em que advogados, detetives e olheiros estão se passando por oficiais de justiça e retomando os veículos.

    Também é imperioso destacar que somente um oficial de justiça de posse da liminar do mandado de busca e apreensão do veículo tem esse poder, e ninguém mais. Nestes casos, sempre exija a apresentação de credenciais do oficial de justiça.

    Da solução extrajudicial da busca e apreensão do veículo:

    Existem, inúmeras possibilidades de reversão da busca e apreensão do veículo no âmbito extrajudicial.

    "Mais vale um acordo amigável do que uma excelente briga judicial". Esse ditado popular até certo ponto é verdadeiro. Mover uma ação judicial custa muito dinheiro, por isso, a possibilidade de realizar um acordo nunca deve ser descartado.

    Quando se fala em veículo apreendido em busca e apreensão, existem duas possibilidades de acordo a serem considerados.

    O mais comum é o acordo para atualização da dívida, nesta modalidade de negociação, o devedor deverá concordar em pagar o valor das parcelas em atraso, além de honorários advocatícios e demais taxas, enquanto o banco ou financeira, por sua vez, se comprometerá a retirar o processo de busca e apreensão do veículo.

    Outra possibilidade de negociação é o acordo de quitação do contrato, a negociação se dará no sentido que as partes ajustarem e definirem um valor a ser pago pelo devedor para obtenção da quitação do contrato mediante a devolução do veículo ainda não apreendido pelo processo de busca e apreensão, livre de ônus.

    Conclusão:

    Existem inúmeras opções para amenizar os prejuízos, caso esteja presente a total impossibilidade de continuar pagando as prestações do financiamento em atraso, uma alternativa é a venda do veículo, ainda que seja por preço vil, neste caso, vale levar em conta o que será gasto, caso a busca e apreensão do veículo se concretize.

    Outra opção bastante comum é realizar o refinanciamento, com melhores taxas de juros e valores menores das prestações, além de ser possível também a quitação do financiamento através de negociações sustentáveis, objetivando a redução do saldo devedor.

    Busca e apreensão de veículos: Acre, Rio Branco, Alagoas, Maceió, Amapá, Macapá, Amazonas, Manaus, Bahia, Salvador, Ceará, Fortaleza, Distrito Federal, Brasília, Espírito Santo, Vitória, Goiás, Goiânia, Maranhão, São Luís, Mato Grosso, Cuiabá, Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Minas Gerais, Belo Horizonte, Pará, Belém, Paraíba, João Pessoa, Paraná, Curitiba, Pernambuco, Recife, Piauí, Teresina, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rondônia, Porto Velho, Roraima, Boa Vista, Santa Catarina, Florianópolis, São Paulo, São Paulo, Sergipe, Aracaju, Tocantins, Palmas.
  • Dívidas: Banco John Deere S.A.

    Banco John Deere S.A.
    Dívidas: Banco John Deere S.A.: saiba como renegociar dívidas com o Banco John Deere S.A. neste texto. Isso mesmo, embora possuir dívidas junto à bancos e financeiras possa parecer algo complexo de se resolver, com essas dicas de ouro você vai aprender como renegociar dívidas com o Banco John Deere S.A..

    7 passos para renegociar dívidas com o Banco John Deere S.A.

    Ter o nome sujo prejudica mais do que você imagina, por este importante motivo é imperioso que você saiba: a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria dos votos decidiu em julgamento de recurso especial (Resp) 1316117, que, vencida e não paga a dívida, inicia-se no dia seguinte a contagem do prazo de cinco anos para a permanência do nome dos devedores em cadastros de proteção ao crédito, como: SPC Brasil e Serasa Experian, independente da data em que o credores (Bancos, Financeiras, Lojas) efetivaram a inscrição do nome do consumidor nos respectivos bancos de dados.

    Saiba mais: --->>  Prazo para exclusão da negativação no SPC e SERASA

    Assim, caso seu nome tenha sido negativado após algum tempo e o prazo de cinco anos já tenha sido superado, imprima esta decisão (Resp) 1316117, e, limpe o seu nome o mais rápido possível, pois, ter o nome sujo também é motivo de inúmeros impedimentos, inclusive pode bloquear a vida financeira de quem está negativado, pois, não se é possível abrir conta corrente ou adquirir cartão de crédito.

    Portanto, mesmo que você possua uma dívida muito grande e considere impagável por conta das suas condições financeiras, não se preocupe, neste texto vamos fornecer dicas de ouro necessárias para limpar seu nome em pouco tempo.

    1º Passo: Saiba o valor exato das dívidas com o Banco John Deere S.A.

    Chegou a hora de obter informações precisas e verdadeiras com relação as suas dívidas, por este motivo, mapeie todas as suas dívidas em fontes confiáveis e junto aos seus credores (bancos, financeiras, lojas, etc.).

    Destaca-se que, nem todas as dívidas que estão registradas na SPC Brasil estarão registradas na Serasa Experian e visse versa, pois, os bancos de dados são totalmente diferentes, assim, o seu primeiro passo é consultar seu nome junto as duas empresas para poder saber quais dívidas está sujando seu nome.

    Também é imperioso destacar que além do julgado acima, o artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor, é taxativo no sentido da obrigação do nome do consumidor dever ser excluído dos cadastros negativos após 5 anos, mesmo que a dívida não tenha sido quitada, assim, é importante que se verifique a data em que sua dívida deixou de ser paga.

    Dívidas próximas do prazo de exclusão dos cadastros de negativados são mais simples de negociar e obter um bom desconto.

    2º Passo: Demonstre interesse em quitar suas dívidas com o Banco John Deere S.A.

    Se antecipe, realize o primeiro contato com os credores demostrando seu total interesse em quitar suas dívidas. Hoje, quando você começa consultar suas dívidas de forma on-line e/ou presencial as empresas já ficam sabendo que você está com interesse em efetuar o pagamento das dívidas e já vão começar enviar propostas para você quitar, através do seu e-mail, telefone ou endereço.

    Preste muita atenção com as propostas de empresas de cobrança intermediárias, uma dica de ouro é sempre ir no endereço da empresa antes de iniciar qualquer negociações, não aceite negociar por telefone e/ou e-mail.

    Caso você tenha tempo disponível, não exite em se deslocar até os escritórios das empresas de proteção ao crédito para solicitar os dados de contato do Banco John Deere S.A..

    3º Passo: Queira Negociar as Dívidas com o Banco John Deere S.A.

    Jamais aceite a primeira proposta, com informações precisas de sua dívidas com o Banco John Deere S.A., chegou a hora de negociar, lembre-se sempre da data em que você deixou de pagar a dívida, e, caso esteja próxima do período de 5 anos, ou seja, próxima da exclusão do registro de negativados, maior é o seu poder de negociação.

    Utilize todo o seu poder de argumentação, com informações verdadeiras sobre suas dívidas com o Banco John Deere S.A., com o cálculo do valor real da mesma, exponha o valor que você obteve para o credor e jamais aceite pagar juros extorsivos, demostre que você tem conhecimento de seus direitos, informe que sua dívida tem prazo para sair do banco de dados dos negativados.

    Busque sempre por pagar a prazo e sempre sem juros extorsivos, isso fará com que o Banco John Deere S.A., ofereçam um bom desconto para pagamento à vista.

    Tenha em mente qual os juros praticados pelo mercado para empréstimo pessoal, pois, pode ser uma boa opção pegar empréstimo com juros menores para quitar a dívida à vista.

    4º Passo: Pague a Primeira Parcela da Dívida com o Banco John Deere S.A.

    Pagando pela primeira parcela das dívidas com o Banco John Deere S.A., obrigatoriamente, seu nome tem que sair da lista de negativados em até 5 dias úteis. Assim, mesmo que você não possua todo dinheiro para quitar as dívidas, recomendamos que você pague pelo menos a primeira parcela, pois, você ganhará fôlego, e, com a primeira parcela da dívida paga, seu nome obrigatoriamente sairá do cadastro de negativados em até 5 dias úteis.

    É imperioso destacar que, caso você não pague as outras parcelas, seu nome poderá voltar ao cadastro de negativados em 35 dias, então, use esse período de nome limpo para encontrar maneiras de quitar as próximas parcelas, caso esteja desempregado, corra atrás de um trabalho ou em últimos casos, um empréstimo com juros menores do que o da dívida.

    Após efetuar o pagamento da primeira parcela e sair do cadastro de negativados chega o momento em que você deve criar estratégias para quitar o restante da dívida, uma estratégia é aproveitar o nome limpo para buscar por empréstimos com juros menores do que os da dívida.

    5º Passo: Não Aceite Qualquer Proposta do Banco John Deere S.A.

    Como dito anteriormente no 3º Passo, jamais aceite a primeira proposta do Banco John Deere S.A., procure ter o controle da negociação. Permita que o Banco John Deere S.A. fale tudo o que desejar, preste bastante atenção, ouça as propostas, anote todas as informações relevantes, agradeça e não feche nenhum acordo. Informe que você vai pensar sobre as propostas e retornará o contato.

    Retorne o contato com o Banco John Deere S.A., informe que a proposta não está dentro de suas possibilidades de pagamento e solicite uma nova proposta, repita esta estratégia até que o Banco John Deere S.A. chegue ao valor que você julgue ser justo. Não chegando a um valor justo, siga as orientações do 6º Passo abaixo.

    6º Passo: Realize uma Contraproposta para o Banco John Deere S.A.

    Geralmente, aguardar para realizar um acordo no tempo certo costuma ser recompensador, pois, neste momento você já sabe qual é a melhor proposta do Banco John Deere S.A., assim, chegou a sua hora de enviar uma contraproposta, dentro da sua capacidade de pagamento.

    Lembre-se de jamais realizar uma contraproposta que prejudique o seu sustento ou o sustento de sua família.

    Embora essa estratégia de negociação de dívida seja cansativa e um pouco demorada, o desconto costuma ser atrativo.

    7º Passo: Conheça o serviço Prosiga Executive Experian

    Prosiga Executive Experian é um serviço criado exclusivamente para facilitar a negociação entre devedores e credores. Os devedores chegam até a Prosiga dispostos a fazer negócio e quitar suas dívidas, e, nós cuidamos de toda negociação, portanto, se você está querendo quitar suas dívidas bancárias esse é o lugar certo para encontrar ajuda.

    Antes de contratar o serviço Prosiga Executive Experian, se faz necessário que o devedor tenha ciência de suas dívidas e do seu orçamento, isso poupará tempo e manterá o foco do mesmo nos acordos e nos valores desejados.

    O serviço Prosiga Executive Experian é formado por profissionais que atuam durante anos na área, por este motivo, é fundamental que o devedor acredite e confie no trabalho dos mesmos, mantendo a calma e focando nas melhores alternativas de acordo.

    Por fim, todos que possuam dívidas com o Banco John Deere S.A. devem ter atenção com supostas empresas de cobrança que ligam sem parar, pois, através de simples pesquisa no Google é fácil constatar que aumenta a cada dia o número de vítimas que receberam propostas de descontos sobre suas dívidas bancárias, efetuaram o pagamento achando que estavam quitando as mesmas, e, quando se deram conta, se tornam vítimas de um golpe.

    Atendemos também: Acre, Rio Branco, Alagoas, Maceió, Amapá, Macapá, Amazonas, Manaus, Bahia, Salvador, Ceará, Fortaleza, Distrito Federal, Brasília, Espírito Santo, Vitória, Goiás, Goiânia, Maranhão, São Luís, Mato Grosso, Cuiabá, Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Minas Gerais, Belo Horizonte, Pará, Belém, Paraíba, João Pessoa, Paraná, Curitiba, Pernambuco, Recife, Piauí, Teresina, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rondônia, Porto Velho, Roraima, Boa Vista, Santa Catarina, Florianópolis, São Paulo, São Paulo, Sergipe, Aracaju, Tocantins, Palmas e inúmeros outros municípios.
  • Blindagem Patrimonial: Entenda como Funciona

    Blindagem Patrimonial: Entenda como Funciona: a blindagem patrimonial é um conjunto de estratégias LEGAIS que podem ser aplicadas de modo prévio às operações empresariais, com o fito de proteger o patrimônio do empresário.

    A blindagem patrimonial é uma forma legal, utilizada para estimular empresários a realizar investimentos em novas empresas e empreendimentos sem por seu patrimônio em risco, inclusive a legislação de todos os países desenvolvidos e civilizados do mundo restringe a responsabilidade do empresário pelos riscos do negócio.

    Por que blindar o patrimônio?

    Blindar o patrimônio do que? Os bens móveis e imóveis de um empresário ou família estão sempre sujeitos a ações judiciais. 

    Questões trabalhistas, fiscais, tributárias (em razão da legislação complexa e instável), riscos familiares (ex: casamentos mal sucedidos que originam divórcio e partilha) ambientais (multas exacerbadas), riscos societários etc.

    Constituição legal da blindagem patrimonial 

    A blindagem patrimonial, configura-se com a transferência do patrimônio do empresário para uma pessoa jurídica. Assim, é recomendado que se crie uma empresa, um processo de abertura de uma empresa como outra qualquer, neste caso, uma Holding, que será uma sociedade gestora de participações em bens móveis e imóveis ou até em outras empresas se for o caso. 

    Após criada a empresa (Holding), esta será administradora dos bens ou das demais empresas, sendo que os bens do empresário deverão ser transferidos e se incorporarão ao patrimônio desta, de modo que, não sofrerá as intervenções externas já citadas. 

    Observe-se que embora típica em grandes corporações, não há qualquer vedação para que uma Holding seja utilizada por empresários de pequeno porte por exemplo ou até por pessoas físicas.
    Para que a blindagem patrimonial seja lítica, é necessário que essa estrutura jurídica seja concretizada de modo preventivo, e desde que o empresário não tenha nenhum tipo de débito anterior, seja ele tributário, trabalhista, ambiental, etc. Caso assim seja feito, os bens particulares do sócio empresário não serão atingidos por eventuais credores, assim, o patrimônio deste não será perdido, em regra.

    Sendo assim, a responsabilidade dos sócios fica limitada ao montante atribuído por ele ao capital social da sociedade, de modo que seu patrimônio pessoal não esteja sujeito aos riscos do mercado e do negócio. Ou seja, a limitação da responsabilidade é uma ferramenta legal para estimular o investimento e alavancar a atividade econômica. 

    O que uma blindagem patrimonial não é?

    O objetivo de uma blindagem patrimonial não é o de burlar a legislação ou muito menos de inadimplir débitos existentes, embora muitos empresários e políticos, atualmente utilizam-se da blindagem indevidamente para meios obscuros e ilegais, como por exemplo, não pagar suas dívidas tributárias ou trabalhistas. Quando a blindagem é utilizada sob o pretexto de fraudes, obviamente que a lei repele tal intenção.

    Conclusão

    Embora haja uma distorção em relação à blindagem patrimonial, inclusive muitos profissionais são por vezes mal compreendidos e acusados de promover mecanismos que visam burlar a lei, a estrutura da blindagem patrimonial é fornecida pela própria legislação atual e se feita nos limites da desta, é lícita e previne perdas patrimoniais, sendo uma excelente opção para que empresários e até pessoas físicas blindem seu bens e patrimônios.
  • Prosiga para empresas: Saiba como a Prosiga pode ajudar!

    Prosiga
    Prosiga para empresas: vamos supor que sua empresa está na metade do caminho, nem grande, nem pequena, média. Este feito já é um ótimo avanço, pois, inúmeras dificuldades ao longo do percurso já foram superadas com importantes atitudes. Entretanto, você sabe que sua empresa pode mais, ou melhor, ela sempre vai poder mais, e você já sabe disso.
    “Não importa o quão rápido você anda, mas a força de vontade para nunca parar” –Confúcio
    O crescimento de qualquer empresa precisa ser planejado e gradual, para atender maiores e melhores demandas, e, para se manter o padrão de qualidade e atendimento. Por este motivo, nada melhor que um passo de cada vez, com estratégias e pensamentos equilibrados.

    Nessa longa jornada, nenhuma empresa deseja ficar estagnada. O sucesso está logo ali na frente, e, para conquista-lo, nada melhor do que ter uma ferramenta eficiente como a motivação.

    Prosiga para empresas

    Assim que os poderes aumentam, as responsabilidades seguem aumentando, quanto maior é o tamanho da sua empresa, mais encargos e tarefas vão surgindo.

    Contudo, para gerenciar o crescimento da empresa, das demandas, dos riscos das operações é indispensável ter uma gestão alinhada com os objetivos da mesma, assim, a tendência é que apareçam cada vez mais problemas para que a empresa possa manter-se operando e lucrativa.

    Além do crescimento dos poderes e das responsabilidades, os gestores não precisam se transformar em super heróis, que obrigatoriamente precisam saber de tudo e dar conta de tudo, pois, hoje já é possível terceirizar boa parte das responsabilidades através dos serviços da Prosiga para empresas.

    Sem ilusionismos ou poderes extraordinários, apenas com planos e estratégias empresariais simples com foco no crescimento de longo prazo, com saúde financeira no caixa.

    Soluções nem pequenas, nem grandes

    Soluções nem tão pequenas que possam ser feitas sozinhas e nem tão grandes para conseguir contar com um capital humano extenso.

    Sim, podemos afirmar que essa é uma das principais barreiras que seguram o avanço das empresas no Brasil, pois, os gestores acabam pensando que podem fazer tudo sozinhos e/ou que precisam de muitas pessoas para fazer o que é simples. 

    Ocorre, que o que liga as duas extremidades, o pequeno para o grande, é uma linha reta, sem rodeios, o pequeno e o grande, já existem, e, o passaporte não é secreto, não é complexo e nem está camuflado.

    A solução para não ficar estagnado nas próprias limitações

    Através da pesquisa do Insper/Santander, o índice de confiança das empresas com negócios de pequeno e médio porte subiu cerca de 9% para o último trimestre de 2017. A confiança está recuperando-se aos poucos e o cenário tende a melhorar bastante nos próximos meses.

    As empresas estão crescendo. Elas superam as suas expectativas e você não merece ser limitado por nenhum tipo de retenção.

    É justamente por este motivo que a Prosiga para empresas existe: ampliar sua capacidade de produção, ajudar a gerenciar melhor o tempo e os recursos disponíveis e, ainda, lembrar você do que não pode ser esquecido na gestão financeira.

    Serviços Prosiga para empresas

    As contas a pagar estão crescendo, e as contas a receber nem tanto?

    As obrigações legais não param de aumentar, assim como as cobranças.

    E você aí se perguntando como lidar com tudo isso sem fechar as portas e/ou perder o controle da situação.

    O uso dos serviços da Prosiga para empresas simplifica e organiza toda a gestão financeira da sua empresa. Você conhece os serviços da Prosiga? 

    Com os serviços da Prosiga, é possível levantar informações importantes que até o momento não foram levadas a sério e/ou pode ser que você ainda nem saiba do que realmente está acontecendo, vamos fazer a análise cadastral de clientes, efetuar cobranças bancárias, controlar o caixa e realizar balanços, entre outras funcionalidades que são extremamente desgastantes e trabalhosas quando feitas sem planejamento. Ainda mais no caso das médias e grandes empresas que, como você sabe, tem muitas outras coisas para se preocupar.

    Conforme as demandas aumentam, a Prosiga para empresas mostra-se mais e mais útil. Quando é preciso realizar cobranças, por exemplo, todas as informações estão reunidas em um único lugar.

    A Prosiga oferece serviços sobre medida para cada cliente, e, além de tudo, são muitas as possibilidades apresentadas por nós. Para nos conhecer melhor e saber tudo o que a Prosiga para empresas pode fazer, clique aqui e fale conosco
  • Gestão financeira para empresas: 7 dicas valiosas

    Gestão financeira para empresas
    Gestão financeira para empresas: um novo semestre novinho em folha, cheio de oportunidades, está para se iniciar. Com ele, também chegam os problemas, possibilidades, compromissos e responsabilidades que podem tirar o sono de qualquer gestor, principalmente, é claro, os problemas e as obrigações com o pagamento de contas bancárias e financeiras, frente ao não agradável caixa da empresa para os próximos 6 meses.

    Pensando nisso, é indispensável contar com uma gestão financeira estratégica para sua empresa.

    São inúmeros detalhes que devem ser observados na gestão financeira de empresas, obviamente, variam muito de empresa para empresa, pois, depende muito do segmento, tamanho, entre outros fatores. Contudo, algumas dicas básicas nunca saem da moda, e com certeza são de extrema importância para qualquer modelo de negócio. Confira algumas dicas nesse texto.

    Crie um planejamento financeiro do orçamento para o próximo semestre

    O planejamento financeiro empresarial é suma importância e uma das chaves para o sucesso de qualquer empresa. Sem o planejamento financeiro não é possível ter noção dos investimentos e/ou fazer projeções para longo prazo.
    Por este motivo, recomendamos a Prosiga como complemento a sua gestão empresarial, para que se tenha uma visão ampla da situação real do caixa para o próximo semestre. Contudo, planeje também seus gastos e crie um caixa para despesas extras e valores que a empresa pretende investir em melhorias e expansões das operações.

    Tenha metas de realistas de crescimento de receita

    Não é suficiente que sua empresa apenas tenha um planejamento financeiro, se faz necessário que o mesmo tenha uma certa realidade e que consiga manter-se. É imperioso também que a organização tenha ambições realistas de crescimento.

    Para que o crescimento de sua empresa ocorra, é preciso poupar uma porcentagem da receita para investimentos em estratégias de expansão, assim, se faz necessário que existam metas reais de crescimento, com prazos realistas, e, que estejam de acordo com os mercados que a empresa está atuando.

    São inúmeras as metas que podem ser traçadas, desde o aumento de clientes atendidos, o aumento dos valores das transações e/ou até o preço do produto oferecido.

    Procure evitar desperdiçar recursos

    Algumas pequenas estratégias podem economizar recursos financeiros da empresa e ajudar na hora de deixar o caixa positivo, assim, é imperioso prever todos os gastos e na medida do possível, realizar economias, que, vão desde o desperdício de papel até o gasto de tempo em etapas da execução dos processos operacionais. Por estes motivos, também se faz necessário estar em dia com a organização, pois, ela aumentará a produtividade.

    Organize a gestão e realize previsões

    Sem modéstia nenhuma, o planejamento financeiro também deve contar com diferentes cenários e estratégias, entretanto, atenção! A previsão de diferentes cenários não pode ser vista como normalmente se observa uma estratégia de metas ou objetivos.

    A previsão deve trabalhar com adversidades que podem ocorrer, pois, o objetivo da mesma é preparar o gestor para reagir diante de inúmeras possibilidades. Estas previsões podem ser estratégicas, orçamentárias, econômicas, financeiras e/ou operacionais. Cada previsão cumpre um papel dentro da gestão empresarial e tem fundamental importância, pois, as possibilidades são infinitas, e devem ser criadas conforme cada necessidade.

    Cortar despesas se faz necessário na maioria das vezes

    Instalada uma crise financeira na empresa, é chegada a hora de cortar despesas. Ao longo dos anos percebemos que na maioria das vezes algumas despesas podem não ser tão necessárias e devem ser cortadas, entre elas, destacamos as mais comuns:
    Acabar com o desperdício de recursos financeiros e humano;
    Avaliar a totalidade das despesas fixas;
    Auditar o estoque e/ou fluxo de oferta de produto/serviço;
    Renegociar com credores e fornecedores e consultar sempre a Prosiga.

    Utilize a Prosiga para controlar o passivo da sua empresa

    Em tempos em que a crise financeira domina grande parte do nosso dia a dia, é indispensável poder contar com a ajuda de quem entende do assunto e usá-la a nosso favor, profissionalmente falando.

    Soluções administrativas podem ser aplicadas de diversas formas, de acordo com a realidade de cada empresa. Gestão financeira, por exemplo, podem ajudar a otimizar o caixa, pois, centralizam todas as informações dos recebíveis em um único lugar.

    Neste caso, se faz necessário planejar o investimento adequado para implantação, e os recursos que serão aplicados no treinamento dos responsáveis.

    Investimentos a longo prazo

    Não poderíamos deixar de falar sobre a importância das estratégias de investimentos de longo prazo, pois, os mesmos dão a direção necessária e ajudam a priorizar objetivos que podem transformar a realidade da empresa ao longo prazo.

    Gestores, administradores, diretores ou até mesmo donos de empresas precisam ter a consciência que sem investimentos de longo prazo, o resultado sempre será menor do que o possível, pois, pensando exatamente nesta realidade, fica óbvio a importância de uma boa gestão financeira.

    Estas dicas para uma boa gestão financeira certamente irá ajudar começar o próximo semestre no positivo, pois, o próximo semestre promete, e, você vai estar preparado para aproveitar todas as oportunidades existentes na economia brasileira.

    Preste atenção com a tomada de crédito

    Bancos e financeiras sempre estão oferecendo opções de empréstimos, e, as mais simples costumam ser as mais onerosas. A primeira dica de ouro é não contrair dívidas de longo prazo para investimentos de curto prazo, e, a segunda dica de ouro é jamais contrair dívidas para pagar despesas fixas e correntes.

    Sempre há condições de reservar uma porcentagem do faturamento num caixa, criando este abito sua empresa poderá ter mais tempo, para executar estratégias, para adquirir mais clientes, e, consequentemente realizar mais vendas.

    Crie um caixa reserva como se fosse uma despesa fixa a mais na sua empresa, isso vai viabilizar estratégias incríveis. Esta simples estratégia evitará que bancos e financeiras acreditem mais na sua empresa do que você mesmo, e, evitará que você tenha que pagar por juros extorsivos, assim, não é melhor trocar empréstimos por uma poupança antecipada?
  • Dívidas: Boa Vista SCPC

    Boa Vista SCPC
    Dívidas: Boa Vista SCPC: saiba como renegociar dívidas na Boa Vista SCPC neste texto. Isso mesmo, embora possuir dívidas junto à bancos e financeiras possa parecer algo complexo de se resolver, com essas dicas de ouro você vai aprender como renegociar dívidas na Boa Vista SCPC.

    7 passos para renegociar dívidas na Boa Vista SCPC

    Ter o nome sujo prejudica mais do que você imagina, por este importante motivo é imperioso que você saiba: a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria dos votos decidiu em julgamento de recurso especial (Resp) 1316117, que, vencida e não paga a dívida, inicia-se no dia seguinte a contagem do prazo de cinco anos para a permanência do nome dos devedores em cadastros de proteção ao crédito, como: SPC Brasil e Serasa Experian, independente da data em que o credores (Bancos, Financeiras, Lojas) efetivaram a inscrição do nome do consumidor nos respectivos bancos de dados.

    Saiba mais: --->> Prazo para exclusão da negativação no SPC e SERASA

    Portanto, caso seu nome tenha sido negativado após algum tempo e o prazo de cinco anos já tenha sido superado, imprima esta decisão (Resp) 1316117, e, limpe o seu nome o mais rápido possível, pois, ter o nome sujo também é motivo de inúmeros impedimentos, inclusive pode bloquear a vida financeira de quem está negativado, pois, não se é possível abrir conta corrente ou adquirir cartão de crédito.

    Assim, mesmo que você possua uma dívida muito grande e considere impagável por conta das suas condições financeiras, não se preocupe, neste texto vamos fornecer dicas de ouro necessárias para limpar seu nome em pouco tempo.

    1º Passo: Saiba o valor exato das dívidas que estão na Boa Vista SCPC

    Chegou a hora de obter informações precisas e verdadeiras com relação as suas dívidas na Boa Vista SCPC por este motivo, mapeie todas as suas dívidas em fontes confiáveis e junto aos seus credores (bancos, financeiras, lojas, etc.).

    Destaca-se que, nem todas as dívidas que estão registradas na SPC Brasil estarão registradas na Serasa Experian e visse versa, pois, os bancos de dados são totalmente diferentes, assim, o seu primeiro passo é consultar seu nome junto as duas empresas para poder saber quais dívidas está sujando seu nome.

    Também é imperioso destacar que além do julgado acima, o artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor, é taxativo no sentido da obrigação do nome do consumidor dever ser excluído dos cadastros negativos após 5 anos, mesmo que a dívida não tenha sido quitada, assim, é importante que se verifique a data em que sua dívida deixou de ser paga.

    Dívidas próximas do prazo de exclusão dos cadastros de negativados são mais simples de negociar e obter um bom desconto.

    2º Passo: Demonstre interesse em quitar suas dívidas na Boa Vista SCPC

    Se antecipe, realize o primeiro contato com os credores demostrando seu total interesse em quitar suas dívidas. Hoje, quando você começa consultar suas dívidas na Boa Vista SCPC as empresas já ficam sabendo que você está com interesse em efetuar o pagamento das dívidas e já vão começar enviar propostas para você quitar, através do seu e-mail, telefone ou endereço.

    Preste muita atenção com as propostas de empresas de cobrança intermediárias, uma dica de ouro é sempre ir no endereço da empresa antes de iniciar qualquer negociações, não aceite negociar por telefone e/ou e-mail.

    Caso você tenha tempo disponível, não exite em se deslocar até os escritórios das empresas de proteção ao crédito para solicitar os dados de contato das empresas para quem você tem dívidas.

    3º Passo: Queira Negociar as Dívidas na Boa Vista SCPC

    Jamais aceite a primeira proposta, com informações precisas de suas dívidas na Boa Vista SCPC, chegou a hora de negociar com seus credores (bancos, financeiras, lojas, etc.), lembre-se sempre da data em que você deixou de pagar a dívida, e, caso esteja próxima do período de 5 anos, ou seja, próxima da exclusão do registro de negativados, maior é o seu poder de negociação.

    Utilize todo o seu poder de argumentação, com informações verdadeiras sobre as dívidas na Boa Vista SCPC, com o cálculo do valor real da mesma, exponha o valor que você obteve para o credor e jamais aceite pagar juros extorsivos, demostre que você tem conhecimento de seus direitos, informe que sua dívida tem prazo para sair do banco de dados dos negativados.

    Busque sempre por pagar a prazo e sempre sem juros extorsivos, isso fará com que os credores (bancos, financeiras, lojas, etc.), ofereçam um bom desconto para pagamento à vista.

    Tenha em mente qual os juros praticados pelo mercado para empréstimo pessoal, pode ser uma boa opção pegar empréstimo com juros menores para quitar a dívida à vista.

    4º Passo: Pague a Primeira Parcela da Dívida na Boa Vista SCPC

    Pagando pela primeira parcela da dívida na Boa Vista SCPC, obrigatoriamente, seu nome tem que sair da lista de negativados em até 5 dias úteis. Assim, mesmo que você não possua todo dinheiro para quitar as dívidas, recomendamos que você pague pelo menos a primeira parcela, pois, você ganhará fôlego, e, com a primeira parcela da dívida paga, seu nome obrigatoriamente sairá do cadastro de negativados em até 5 dias úteis.

    É imperioso destacar que, caso você não pague as outras parcelas, seu nome poderá voltar para Boa Vista SCPC em 35 dias, então, use esse período de nome limpo para encontrar maneiras de quitar as próximas parcelas, caso esteja desempregado, corra atrás de um trabalho ou em últimos casos, um empréstimo com juros menores do que o da dívida.

    Após efetuar o pagamento da primeira parcela e sair da Boa Vista SCPC chega o momento em que você deve criar estratégias para quitar o restante da dívida, uma estratégia é aproveitar o nome limpo para buscar por empréstimos com juros menores do que os da dívida.

    5º Passo: Não Aceite Qualquer Proposta

    Como dito anteriormente no 3º Passo, jamais aceite a primeira proposta, procure ter o controle da negociação. Permita que o credor fale tudo o que desejar, preste bastante atenção, ouça as propostas de cada um dos credores, anote todas as informações relevantes, agradeça e não feche nenhum acordo. Informe que você vai pensar sobre as propostas e retornará o contato.

    Retorne o contato com os credores, informe que a proposta não está dentro de suas possibilidades de pagamento e solicite uma nova proposta, repita esta estratégia até que o credor (banco, financeira, lojas, etc.) chegue ao valor que você julgue ser justo. Não chegando a um valor justo, siga as orientações do 6º Passo abaixo.

    6º Passo: Realize uma Contraproposta

    Geralmente, aguardar para realizar um acordo no tempo certo costuma ser recompensador, pois, neste momento você já sabe qual é a melhor proposta dos credores (bancos, financeiras, lojas, etc.), assim, chegou a sua hora de enviar uma contraproposta, dentro da sua capacidade de pagamento.

    Lembre-se de jamais realizar uma contraproposta que prejudique o seu sustento ou o sustento de sua família.

    Embora essa estratégia de negociação de dívida seja cansativa e um pouco demorada, o desconto costuma ser atrativo.

    7º Passo: Conheça o serviço Prosiga Executive Experian

    Prosiga Executive Experian é um serviço criado exclusivamente para facilitar a negociação entre devedores e credores. Os devedores chegam até a Prosiga dispostos a fazer negócio e quitar suas dívidas, e, nós cuidamos de toda negociação, portanto, se você está querendo quitar suas dívidas bancárias esse é o lugar certo para encontrar ajuda.

    Antes de contratar o serviço Prosiga Executive Experian, se faz necessário que o devedor tenha ciência de suas dívidas e do seu orçamento, isso poupará tempo e manterá o foco do mesmo nos acordos e nos valores desejados.

    O serviço Prosiga Executive Experian é formado por profissionais que atuam durante anos na área, por este motivo, é fundamental que o devedor acredite e confie no trabalho dos mesmos, mantendo a calma e focando nas melhores alternativas de acordo.

    Por fim, recomendamos que você tenha atenção com os aproveitadores, fique atento com as empresas de cobrança que ligam constantemente no seu telefone, pois, isso pode ser um golpe, e, através do serviço Prosiga Executive Experian você terá certeza e garantia de estar pagando pelos acordos diretamente aos seus credores (bancos, financeiras), evitando assim, que você seja vítima de golpes.

    Atendemos também: Acre, Rio Branco, Alagoas, Maceió, Amapá, Macapá, Amazonas, Manaus, Bahia, Salvador, Ceará, Fortaleza, Distrito Federal, Brasília, Espírito Santo, Vitória, Goiás, Goiânia, Maranhão, São Luís, Mato Grosso, Cuiabá, Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Minas Gerais, Belo Horizonte, Pará, Belém, Paraíba, João Pessoa, Paraná, Curitiba, Pernambuco, Recife, Piauí, Teresina, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rondônia, Porto Velho, Roraima, Boa Vista, Santa Catarina, Florianópolis, São Paulo, São Paulo, Sergipe, Aracaju, Tocantins, Palmas e inúmeros outros municípios.
  • Dívidas: SPC Brasil

    SPC Brasil
    Dívidas: SPC Brasil: saiba como renegociar dívidas na SPC Brasil neste texto. Isso mesmo, embora possuir dívidas junto à bancos e financeiras possa parecer algo complexo de se resolver, com essas dicas de ouro você vai aprender como renegociar dívidas na SPC Brasil.

    7 passos para renegociar dívidas na SPC Brasil

    Ter o nome sujo prejudica mais do que você imagina, por este importante motivo é imperioso que você saiba: a Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria dos votos decidiu em julgamento de recurso especial (Resp) 1316117, que, vencida e não paga a dívida, inicia-se no dia seguinte a contagem do prazo de cinco anos para a permanência do nome dos devedores em cadastros de proteção ao crédito, como: SPC Brasil e Serasa Experian, independente da data em que o credores (Bancos, Financeiras, Lojas) efetivaram a inscrição do nome do consumidor nos respectivos bancos de dados.

    Saiba mais: --->> Prazo para exclusão da negativação no SPC e SERASA

    Portanto, caso seu nome tenha sido negativado após algum tempo e o prazo de cinco anos já tenha sido superado, imprima esta decisão (Resp) 1316117, e, limpe o seu nome o mais rápido possível, pois, ter o nome sujo também é motivo de inúmeros impedimentos, inclusive pode bloquear a vida financeira de quem está negativado, pois, não se é possível abrir conta corrente ou adquirir cartão de crédito.

    Assim, mesmo que você possua uma dívida muito grande e considere impagável por conta das suas condições financeiras, não se preocupe, neste texto vamos fornecer dicas de ouro necessárias para limpar seu nome em pouco tempo.

    1º Passo: Saiba o valor exato das dívidas que estão na SPC Brasil

    Chegou a hora de obter informações precisas e verdadeiras com relação as suas dívidas na SPC Brasil por este motivo, mapeie todas as suas dívidas em fontes confiáveis e junto aos seus credores (bancos, financeiras, lojas, etc.).

    Destaca-se que, nem todas as dívidas que estão registradas na SPC Brasil estarão registradas na Serasa Experian e visse versa, pois, os bancos de dados são totalmente diferentes, assim, o seu primeiro passo é consultar seu nome junto as duas empresas para poder saber quais dívidas está sujando seu nome.

    Também é imperioso destacar que além do julgado acima, o artigo 43 do Código de Defesa do Consumidor, é taxativo no sentido da obrigação do nome do consumidor dever ser excluído dos cadastros negativos após 5 anos, mesmo que a dívida não tenha sido quitada, assim, é importante que se verifique a data em que sua dívida deixou de ser paga.

    Dívidas próximas do prazo de exclusão dos cadastros de negativados são mais simples de negociar e obter um bom desconto.

    2º Passo: Demonstre interesse em quitar suas dívidas na SPC Brasil

    Se antecipe, realize o primeiro contato com os credores demostrando seu total interesse em quitar suas dívidas. Hoje, quando você começa consultar suas dívidas na SPC Brasil as empresas já ficam sabendo que você está com interesse em efetuar o pagamento das dívidas e já vão começar enviar propostas para você quitar, através do seu e-mail, telefone ou endereço.

    Preste muita atenção com as propostas de empresas de cobrança intermediárias, uma dica de ouro é sempre ir no endereço da empresa antes de iniciar qualquer negociações, não aceite negociar por telefone e/ou e-mail.

    Caso você tenha tempo disponível, não exite em se deslocar até os escritórios das empresas de proteção ao crédito para solicitar os dados de contato das empresas para quem você tem dívidas.

    3º Passo: Queira Negociar as Dívidas na SPC Brasil

    Jamais aceite a primeira proposta, com informações precisas de suas dívidas na SPC Brasil, chegou a hora de negociar com seus credores (bancos, financeiras, lojas, etc.), lembre-se sempre da data em que você deixou de pagar a dívida, e, caso esteja próxima do período de 5 anos, ou seja, próxima da exclusão do registro de negativados, maior é o seu poder de negociação.

    Utilize todo o seu poder de argumentação, com informações verdadeiras sobre as dívidas na SPC Brasil, com o cálculo do valor real da mesma, exponha o valor que você obteve para o credor e jamais aceite pagar juros extorsivos, demostre que você tem conhecimento de seus direitos, informe que sua dívida tem prazo para sair do banco de dados dos negativados.

    Busque sempre por pagar a prazo e sempre sem juros extorsivos, isso fará com que os credores (bancos, financeiras, lojas, etc.), ofereçam um bom desconto para pagamento à vista.

    Tenha em mente qual os juros praticados pelo mercado para empréstimo pessoal, pode ser uma boa opção pegar empréstimo com juros menores para quitar a dívida à vista.

    4º Passo: Pague a Primeira Parcela da Dívida na SPC Brasil

    Pagando pela primeira parcela da dívida na SPC Brasil, obrigatoriamente, seu nome tem que sair da lista de negativados em até 5 dias úteis. Assim, mesmo que você não possua todo dinheiro para quitar as dívidas, recomendamos que você pague pelo menos a primeira parcela, pois, você ganhará fôlego, e, com a primeira parcela da dívida paga, seu nome obrigatoriamente sairá do cadastro de negativados em até 5 dias úteis.

    É imperioso destacar que, caso você não pague as outras parcelas, seu nome poderá voltar para SPC Brasil em 35 dias, então, use esse período de nome limpo para encontrar maneiras de quitar as próximas parcelas, caso esteja desempregado, corra atrás de um trabalho ou em últimos casos, um empréstimo com juros menores do que o da dívida.

    Após efetuar o pagamento da primeira parcela e sair da SPC Brasil chega o momento em que você deve criar estratégias para quitar o restante da dívida, uma estratégia é aproveitar o nome limpo para buscar por empréstimos com juros menores do que os da dívida.

    5º Passo: Não Aceite Qualquer Proposta

    Como dito anteriormente no 3º Passo, jamais aceite a primeira proposta, procure ter o controle da negociação. Permita que o credor fale tudo o que desejar, preste bastante atenção, ouça as propostas de cada um dos credores, anote todas as informações relevantes, agradeça e não feche nenhum acordo. Informe que você vai pensar sobre as propostas e retornará o contato.

    Retorne o contato com os credores, informe que a proposta não está dentro de suas possibilidades de pagamento e solicite uma nova proposta, repita esta estratégia até que o credor (banco, financeira, lojas, etc.) chegue ao valor que você julgue ser justo. Não chegando a um valor justo, siga as orientações do 6º Passo abaixo.

    6º Passo: Realize uma Contraproposta

    Geralmente, aguardar para realizar um acordo no tempo certo costuma ser recompensador, pois, neste momento você já sabe qual é a melhor proposta dos credores (bancos, financeiras, lojas, etc.), assim, chegou a sua hora de enviar uma contraproposta, dentro da sua capacidade de pagamento.

    Lembre-se de jamais realizar uma contraproposta que prejudique o seu sustento ou o sustento de sua família.

    Embora essa estratégia de negociação de dívida seja cansativa e um pouco demorada, o desconto costuma ser atrativo.

    7º Passo: Conheça o serviço Prosiga Executive Experian

    Prosiga Executive Experian é um serviço criado exclusivamente para facilitar a negociação entre devedores e credores. Os devedores chegam até a Prosiga dispostos a fazer negócio e quitar suas dívidas, e, nós cuidamos de toda negociação, portanto, se você está querendo quitar suas dívidas bancárias esse é o lugar certo para encontrar ajuda.

    Antes de contratar o serviço Prosiga Executive Experian, se faz necessário que o devedor tenha ciência de suas dívidas e do seu orçamento, isso poupará tempo e manterá o foco do mesmo nos acordos e nos valores desejados.

    O serviço Prosiga Executive Experian é formado por profissionais que atuam durante anos na área, por este motivo, é fundamental que o devedor acredite e confie no trabalho dos mesmos, mantendo a calma e focando nas melhores alternativas de acordo.

    Por fim, recomendamos que você tenha atenção com os aproveitadores, fique atento com as empresas de cobrança que ligam constantemente no seu telefone, pois, isso pode ser um golpe, e, através do serviço Prosiga Executive Experian você terá certeza e garantia de estar pagando pelos acordos diretamente aos seus credores (bancos, financeiras), evitando assim, que você seja vítima de golpes.

    Atendemos também: Acre, Rio Branco, Alagoas, Maceió, Amapá, Macapá, Amazonas, Manaus, Bahia, Salvador, Ceará, Fortaleza, Distrito Federal, Brasília, Espírito Santo, Vitória, Goiás, Goiânia, Maranhão, São Luís, Mato Grosso, Cuiabá, Mato Grosso do Sul, Campo Grande, Minas Gerais, Belo Horizonte, Pará, Belém, Paraíba, João Pessoa, Paraná, Curitiba, Pernambuco, Recife, Piauí, Teresina, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Natal, Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rondônia, Porto Velho, Roraima, Boa Vista, Santa Catarina, Florianópolis, São Paulo, São Paulo, Sergipe, Aracaju, Tocantins, Palmas e inúmeros outros municípios.
  • Renegociação de Dívidas Empresariais‎

    Renegociação de dívidas empresariais, PJ Giro, Financiamentos, Fornecedores, Conta Garantida, Duplicata e Cheque Especial. Dívidas acima de R$150 Mil. Atendimento especializado, 11 anos de experiência. Serviços: Renegociação de Dívidas com Bancos, Cooperativas, Fundos de Investimentos, Factorings e Fornecedores.

    Endereço

    Avenida República do Libano, 251
    Recife/PE

    EMAIL

    atendimento@prosiga.net
    financeiro@prosiga.net

    TELEFONE

    +55 81 4101 8219