• Odebrecht Engenharia: Bancos se preparam para possível recuperação judicial

    “Não tem jeito, agora é mera questão de tempo”, disse à Reuters um alto executivo de um dos maiores bancos do país. “Demoraram demais para reagir, agora ficou difícil.”
    Alvo das investigações da operação Lava Jato no Brasil a Odebrecht Engenharia e Construção (OEC) viu suas finanças se deteriorarem rapidamente nos últimos meses, após fracassos na tentativa de repor sua carteira de projetos e de vender ativos.

    Na terça-feira passada 20/02/2018, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixou a nota de crédito atribuída à organização, de CCC+ para CCC, mantendo uma visão negativa. Esta avaliação vem cerca de dois meses antes do vencimento de uma parcela de 500 milhões de reais com prazo para 25 de abril.

    Um suposto não pagamento da dívida pela Odebrecht Engenharia marcaria uma segunda grande reestruturação para o grupo, cuja unidade de petróleo e gás pediu recuperação extra-judicial no ano passado, objetivando realizar um plano de renegociação de 5 bilhões de dólares em títulos.

    Em uma visão analítica, os bancos provisionam a Odebrecht Engenharia em recuperação judicial entre 30 a 50 por cento. Esta possibilidade já tinha sido provisionada pelos bancos ao longo dos últimos anos, na esteira da operação Lava Jato, segundo fontes bancárias ouvidas pela Reuters.

    Além do mais, a carteira de projetos recuou 41 por cento, principalmente pela paralisação de um gasoduto bilionário no Peru. Até o final de 2017, executivos do próprio grupo acreditavam numa saída negociada com credores após concluírem a venda de alguns ativos, como o projeto do gasoduto, o que não prosperou.
    “Colocar a empresa como inadimplente tem implicações fortes; mexe com a posição junto aos credores e há um movimento antecipado para tudo. Estamos tratando com cuidado para não empurrar a empresa para o buraco, mas não significa que não vai se colocar como inadimplente”, disse uma fonte familiarizada com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
    Procurada, a Odebrecht Engenharia afirmou em nota que:
     “Estamos trabalhando na liquidez dos recebíveis e na liberação dos financiamentos já contratados para fazer face às suas obrigações”.
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Excluímos comentários anônimos.

    Renegociação de Dívidas Empresariais‎

    Renegociação de dívidas empresariais, PJ Giro, Financiamentos, Fornecedores, Conta Garantida, Duplicata e Cheque Especial. Dívidas acima de R$150 Mil. Atendimento especializado, 11 anos de experiência. Serviços: Renegociação de Dívidas com Bancos, Cooperativas, Fundos de Investimentos, Factorings e Fornecedores.

    Endereço

    Avenida República do Libano, 251
    Recife/PE

    EMAIL

    atendimento@prosiga.net
    financeiro@prosiga.net

    TELEFONE

    +55 81 4101 8219