Dívidas: Entrega quitativa de veículos não é bom negócio!

Dívidas: Entrega quitativa de veículos não é bom negócio! 

Acalme-se! Você ou sua empresa não são os únicos que receberam propostas de entrega quitativa de veículo ou maquinários, esta é uma dúvida que atormenta milhares ou até milhões de brasileiros, pois mesmo depois de toda a espera para a aquisição do veículo, podem surgir inúmeros imprevistos e levar você ao inadimplemento.

No momento em que não se consegue mais pagar as prestações do veículo ou maquinários, existem algumas alternativas e sobre elas vou esclarecer alguns pontos, pois já negociamos dívidas de muitas empresas e pessoas, por isso sei exatamente o quanto é importante saber de truques que podem facilitar a vida financeira de quem está passando por estas situações. 

Meu nome é Jeferson e além de ser uma empreendedor na vida e nos negócios, também sou acadêmico de Direito e isso me permite saber um pouco sobre nossa legislação, o que pode fazer a diferença em poder ajudar você a se proteger das fraudes e abusos cometidos por bancos e financeiras.

É importante ressaltar que as mentiras, constrangimentos e ameaças por parte dos funcionários dos bancos, das financeiras ou das empresas de cobrança no sentido de que: 
  1. se você não pagar as parcelas do veículo ou não entregar o mesmo, você corre o risco de ser preso. "isso é ameaça, é uma mentira, e é crime"
  1. se você não pagar as prestações atrasadas vão arrombar o portão da sua casa e tomar o veículo. "isso é ameaça, é uma mentira, e é crime"
  1. se você não tinha condições de pagar o financiamento o porque comprou o veículo. 
  1. se você entregar de forma amigável o veículo, você terá seu nome limpo no spc e serasa e não deverá mais nada ao banco. "mentira, basta ler seu contrato" 
  1. se você não pagar hoje nós vamos entrar com a busca e apreensão do veículo. "isso é ameaça, é crime"
  1. se você não pagar hoje todo o valor atrasado, quando você passar pela policia vai perder o veículo. "isso é ameaça, é uma mentira, e é crime"
Portanto se você está se sentindo ameaçado, por empresas de cobrança, bancos e financeiras, procure uma delegacia de polícia mais próxima e registre um boletim de ocorrência, pois estas são apenas algumas das inúmeras outras frases utilizadas por bancos, financeiras e empresas de cobrança para cobrar dívidas. 

Outra mentira muito comum é a da Busca e apreensão de Veículos, pois as pessoas que realizam as cobranças insistem em falar para os consumidores que se os mesmos atrasarem uma ou duas parcelas o veículo será apreendido imediatamente. O que ocorre, é que após constatado o atraso de duas ou mais parcelas e esgotado todas as tentativas de cobrança a financeira pode utilizar-se de ação de busca e apreensão para satisfazer o débito do contrato.

Ocorre que para a apreensão ser lucrativa para a financeira ou para o banco é necessário que o veículo tenha algum valor, pois se o veículo ter pouco valor, não será viável, pois o banco ou a financeira, após a apreensão do veículo, precisam gastar com o leiloeiro e inúmeras outras taxas.

Ainda em relação às cobranças, os bancos e as financeiras repassam seus contratos com pouco atraso para as empresas "especializadas em cobrança", ocorre que estas empresas têm somente 30 dias para a realização da cobrança, é por este motivo que fazem de tudo para receber, é por este motivo também que ameaçam os consumidores de todas as maneiras possíveis e impossíveis, geralmente ilegais. Quando ocorrer da empresa não receber em 30 dias, esses contratos geralmente são repassados para outras empresas de cobrança por outros 30 dias, e assim continuadamente, até que a financeira ou o banco entender ser inviável continuar com o contrato, é neste momento em que se começa a chegar nos acordos.

Quanto mais antiga a dívida,  melhor é a chance de se obter um acordo com os bancos e as financeiras. 

Entre tantas mentiras já ouvidas por mim, também escuto nas ligações de cobrança de meus clientes, que o financiamento protestado nunca prescreve, quanto a isso o Código de Defesa do Consumidor é bem claro e não permite que sejam repassadas informações negativas de consumidores sobre dívidas vencidas a mais de 05 anos, ou seja, após 05 anos até protesto some.

Outra situação que me sinto na obrigação de alertar você, para que preste muita atenção, é com a questão do ajuizamento de ações revisionais e consignatórias de pagamento, pois existem muitos advogados que não são sérios e chegam ao cúmulo de entregar ao cliente boletos de contas pessoais, propostas que não existem e inúmeros outras falcatruas presenciadas, por isso, se você tem uma ação revisional com consignação de pagamento ou uma consignatória, é melhor ir até o Fórum de sua cidade e conferir se os depósitos estão realmente sendo feitos.

No meu ponto de vista, como acadêmico de direito, além da falta de argumentação e de juntada de provas um erro bastante comum dos advogados, dos casos que chegam até meu conhecimento, é que os mesmos não informam os consumidores sobre as custas judiciais ou cobram as custas e solicitam a justiça gratuita, ocorre que esta cada vez mais difícil para um juiz atender ao pedido de isenção de custas, e mais de 70 % dessas ações acabam quando o juiz manda pagar as custas e o advogado abandona a ação.

Portanto, se você ajuizou contratou algum advogado para ingressar com uma ação revisional ou consignatória, vá até o fórum ou confirme no site do tribunal se sua ação ainda está tramitando ou se foi extinta por falta de pagamento de custas processuais.

Lembre-se que a proposta das empresas de cobrança em você realizar a entrega quitativa do veículo com quitação do contrato, isso é MENTIRA, pois dificilmente a entrega do veículo irá quitar o contrato, na maioria das vezes, a entrega somente irá amortizar uma parte do saldo devedor, e o consumidor, além de perder o veículo ainda continuará com uma dívida que não para de aumentar, ou seja, aceite esta proposta de fazer a entrega amigável do veículo para quitação, após você receber um contrato da financeira em que isso esteja escrito de uma maneira bem transparente. -- "Eu em mais de 8 anos trabalhando com isso nunca vi um contrato deste". 

Ainda, em relação às chamadas “Cobranças vexatórias”, que acontecem com ligações constantes para parentes, amigos, vizinhos e até mesmo para o trabalho do consumidor informando que é ligação de cobrança ou ainda com ligações em que o cobrador chega a xingar o financiado, fazendo ameaças físicas ou morais, em todas essas situações cabe indenização por danos morais, e as vezes essas indenizações são maiores que o valor devido pelo financiado, então se você for vítima de qualquer dessas situações, tente gravar as ligações ou me procure que irei auxiliar você na solução deste problema.

Lembre-se de jamais fazer um financiamento para um amigo, vizinho, parente ou outra pessoa, porque, com toda a certeza, essa outra pessoa não irá pagar o financiamento, até o término do mesmo, e você possivelmente ficará com restrições no nome e sem o carro.

Existem inúmeras alternativas possíveis para quem não consegue pagar um financiamento, a mediação a conciliação ou quem sabe até a arbitragem se assim o banco ou a financeira aceitar pode servir para solucionar problemas como este. Espero ter ajudado a diminuir o número de abusos cometidos por bancos, financeiras e advogados mal intencionados.

Sempre existirão meios de se quitar o veículo, pagando um valor justo, através de negociações sustentáveis e bons acordos.
Dívidas: Entrega quitativa de veículos não é bom negócio! Dívidas: Entrega quitativa de veículos não é bom negócio! Reviewed by Jeferson Lehmann on junho 14, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Excluímos comentários anônimos.

Tecnologia do Blogger.