O Advogado que contratei sumiu: Saiba o que fazer

O Advogado que contratei sumiu
Caso: Tive um problema de cobrança após cancelamento de um determinado contrato e precisei contratar um advogado pra resolver este problema. Ocorre que já faz meses desde o último contato com o advogado que precisei contratar e nesse último contato ele me falou que já estava resolvendo o assunto. 

Já são mais quatro meses sem contato e ele não atendeu minhas últimas ligações. O que eu posso fazer? Como eu procedo pra chamar habilitar outro advogado na causa? Quais informações eu preciso saber? Se tiver, como faço isso?

Vejamos o que podemos aprender:

Dra. Fernanda Martins: Com base no problema apresentado, o cliente deve, primeiramente, ir ao endereço profissional do advogado em questão, já que os telefonemas não são atendidos. Pode ir a seccional da OAB, na cidade e requerer o endereço ou outros telefones disponíveis. Antes de contratar outro patrono, o primeiro deverá ser notificado, pode ser feito pelos correios, e ainda, o cliente deve estar ciente do Contrato de Prestação de Serviços e Honorários Advocatícios firmado, pois pode haver multa pela ruptura antecipada do contrato.  
Importante ter em mente que tanto cliente como advogado devem prezar pela boa-fé contratual e as vezes a demora processual é, infelizmente, algo "normal".

Dr. Jaire Roberto L. Barbosa Ramalho: Primeiramente, sempre aconselho, antes mesmo de firmar um contrato de prestação de serviços advocatícios, obter o máximo de informações possíveis do profissional, bem como, "a posteriori", sobre processo propriamente dito (tipo ação, partes, tempo, número...). Advogado e Cliente devem estabelecer relação de confiança. A comunicação é essencial em tal relação, tendo em vista que o cliente não tem conhecimento técnico sobre assunto, portanto, deve ser mantido informado, salvo em situações menos relevantes. 
Como já havia dito, é de suma importância pedir para o advogado o número do processo, pois, assim, poderá informar-se a respeito da propositura da ação e o andamento processual, antes mesmo de julgar o profissional. 
No caso concreto, o Cliente poderá obter tais informações junto ao Tribunal de Justiça do Estado (TJMG, TJRJ...), inclusive pelo Site. Caso verifique que não há ação/processo em andamento, deverá valer-se do Contrato de Prestação de Serviços para o cumprimento do avençado ou buscar reparação pelos danos suportados. 
Em havendo ação/processo, o cliente só poderá contratar outro patrono/Advogado, mediante conhecimento do patrono principal que poderá substabelecer direitos ao colega ou, até mesmo, renunciar. Caso isto não ocorra, caberá nova contratação com justificação nos autos (comunicação via AR-correios...). Importante lembrar que, mesmo não mais postulando, o advogado principal, a depender do caso, poderá cobrar seus honorários contratuais/sucumbenciais. 
Espero ter ajudado e até breve. 
Dra. Deborah Lima: Em casos como este o ideal primeiramente é tentar restabelecer o contato com o advogado e todo ele é vinculado a uma Seccional da Ordem onde se mantém o mais atualizado possível cadastro dos profissionais. Então, inicialmente o cliente se dirige até à seccional da OAB na cidade, informa o ocorrido, e verifica se há outros telefones, endereços, ou outro meio que possa contatar o advogado "sumido", e na mesma ocasião se quiser já faz uma reclamação da postura do profissional. 
Frustrada novamente a comunicação, o cliente pode ir até o fórum local e no atendimento munido de CPF e RG pedir para o servidor pesquisar se há algum processo em seu nome, para ter certeza se o advogado deu entrada ou não na ação, o mesmo pode ser feito pela internet, se o processo não estiver em segredo de justiça a maioria das plataformas dos Tribunais Estaduais permitem a pesquisa de número do processo pelo nome completo da parte e/ou CPF. 
Se não foi protocolado nenhum processo não há o que fazer, é contratar outro profissional e fazer uma Reclamação na OAB pela postura do outro advogado; se foi dada entrada na ação e o advogado sumiu, a parte pode redigir uma revogação de poderes explicando os motivos pelos quais está retirando o advogado da causa (abandono), já que numa situação em que o advogado não atende ligações, não é encontrado, não cientifica o cliente do andamento da ação, subentende-se que também não está tratando o processo com zelo necessário, e então constituir novo patrono para a causa. 
Espero ter contribuído.

Sobre Autor: Jeferson Lehmann: "Participar do megaprojeto social PRODÍVIDAS como Consultor é algo maravilhoso. Você tem a oportunidade de mudar sua vida financeira, sua relação com o dinheiro, e ainda tem a oportunidade de ajudar outras pessoas e empresas". Facebook


 

Copyright © 2007 - 2015 Prosiga Brasil CNPJ: 09.089.679/0001-01 - Todos os direitos reservados.

Site Seguro
A PROSIGA preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, entretanto não nos responsabilizamos por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Você pode usar as informações contidas nesse site, mas não deve nunca deixar de fazer suas próprias pesquisas e coleta de informações antes de tomar qualquer decisão. Nós procuramos responder dúvidas dos nossos leitores. Isso não significa que somos obrigados a responder todas as perguntas que recebemos. Também não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas. Elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc.
Tudo Sobre:

Recuperação de Créditos, Cobrança Judicial, Recuperação de Empresas, Blindagem Patrimonial, Revisão de Dívidas Empresariais, Banco Itaú S.A., Banco Bradesco S.A., Banco Volkswagen S.A., Busca e Apreensão, Banco Toyota S.A., Banco Santander S.A., Banco Itaucard S.A., Ações Judiciais, Banco Votorantim S.A., HSBC Bank Brasil S.A., HSBC Bank Brasil S.A., Recuperação de Créditos, Banco Panamericano S.A., Dano Moral, Banco Randon S.A., Banco Sofisa S.A., Banco Mercedes-Bens do Brasil S.A., Banco Safra S.A.>, BV Financeira S.A., Solução de Dívidas, Banco Honda S.A. , Hipercard Banco Múltiplo S.A., Banco Morgan Stanley S.A., Banco John Deere S.A., SICREDI S.A., Banco Alfa S.A., Banco ABN AMRO Real S.A., Banco do Brasil S.A., Banco Capital S.A., Banco Petra S.A., Scania Banco S.A.

.