Estratégia de negociação de dívidas: Você já tem a sua?

Negociação de Dívidas
Ter uma estratégia de negociação de dívidas é fundamental para quem deseja sair do vermelho e recuperar seu crédito na praça, entretanto é preciso avaliar alguns pontos antes de começar um planejamento financeiro. Veja detalhes nesta matéria.

Estratégia de negociação de dívidas: Você já tem a sua?

Ter uma estratégia de negociação de dívidas é essencial para quem deseja sair do vermelho, recuperar seu crédito na praça ou começar uma nova vida financeira, ocorre que é preciso avaliar alguns pontos antes de começar as negociações de dívidas.

Muito embora a negociação de dívidas possa, a uma primeira vista, parecer simples, na verdade exige-se muita técnica e conhecimento das estratégias de cobrança utilizada pelos credores.

Muitas pessoas e empresas se decepcionam com seus resultados nas negociações de dívidas com bancos e financeiras, mas na verdade, o grande problema está justamente na falta de uma boa estratégia de negociação.

Como em qualquer outra negociação, na negociação de dívidas é necessário haver um planejamento detalhado de todas as etapas de implementação da estratégia e gerenciamento, pular esta etapa é fatal para qualquer um que pretende obter resultados satisfatórios através de uma negociação.

Da criação de propostas, configuração de estratégias avançadas, desenvolvimento de documentos e objetivo de acordos, tudo precisa ser minuciosamente planejado para que você possa extrair o máximo dos seus esforços.

Definindo sua estratégia de negociação de dívidas

O primeiro passo na hora de definir a estratégia de negociação que será adotada na negociação de dívidas é determinar com que recursos você irá contar.

Qual a disponibilidade de tempo para dedicar a essa negociação? Você está tecnicamente preparado para isso? Quanto de dinheiro você tem para oferecer propostas? Quanto de dinheiro você pode guardar por mês para viabilizar um acordo?

Parecem perguntas lógicas, mas na verdade, no dia a dia das negociações, muitas pessoas e empresas acabam se esquecendo destes questionamentos básicos para criação de uma estratégia de negociação de dívidas e acabam descambando para o improviso sem objetivo.

Basicamente podemos dizer que existem seis perguntas a serem respondidas para definir sua estratégia de negociação de dívidas:

  • 1º - Você ou sua empresa tem o perfil para estas negociações?
  • 2º - Quais são seus objetivos na negociação?
  • 3º - Qual a disponibilidade de tempo que você tem para dedicar a essa negociação?
  • 4º - O quanto de dinheiro você tem para fazer uma proposta?
  • 5º - Quanto de dinheiro você pode guardar mensalmente para viabilizar um acordo?
  • 6º - Você ou o seu pessoal está tecnicamente qualificado para a gestão da negociação?
Vamos então discutir cada um destes tópicos.

1º - Você ou sua empresa precisam estar na negociação?

Pode até parecer contraditório, após falar sobre a importância de se ter uma estratégia de negociação de dívidas e logo depois questionar se você ou a sua empresa deve ou não ter uma presença nesta negociação, mas após a minha explicação, você verá que faz todo o sentido.

A negociação de dívidas é um ambiente complexo, no qual as empresas de cobrança se utilizam de inúmeras artimanhas e estratégias para cobrar as dívidas. Portanto, nem todas as pessoas e empresas possuem um perfil que seja compatível com o ambiente da negociação de dívida, e por isso do questionamento.

Se o seu perfil é mais para o lado emocional e muito tranquilo, você não encontrará muito espaço na negociação de dívidas para conseguir um bom acordo, pois o ambiente não é propício para este perfil, visto que as empresas de cobrança e escritórios de advocacia fazem de "tudo" para cobrar as dívidas.

2º - Quais são os objetivos da sua presença na negociação de dívidas?

Outro item importante a ser avaliado na hora de traçar sua estratégia de negociação de dívidas é determinar exatamente quais são os objetivos da sua presença nesta negociação. 

Existem diversas opções para sua presença em uma negociação de dívida, obtenção de descontos, limpar o nome, readquiri crédito, quitar o veículo, quitar a casa, ganhar dinheiro, oferecer serviços, etc.

Cada um desses objetivos tem uma estratégia própria e necessitará de recursos e rotinas específicas, portanto deixar claro desde o início quais são os seus objetivos é fundamental para aproveitar da forma mais eficiente seus recursos e esforços.

3º - Qual a disponibilidade de tempo para sua estratégia de negociação de dívidas?

Outro ponto muito importante é determinar o quanto de tempo você terá para investir em sua estratégia de negociação de dívidas, no caso de desenvolver essa atividade na sua própria empresa e evitar assim os altos custos de contratação de uma empresa especializada para executar este trabalho.

Uma boa estratégia de negociação de dívidas envolve diversas tarefas, como a analise de documentos, elaboração de documentos para notificações, escolha de acordos, montagem de propostas em si e gestão do conflito. Isso é coisa que demanda tempo e dedicação. Por isso é preciso sim alocar um tempo para a execução destas tarefas.

4º - Quanto de dinheiro você tem para fazer propostas?

Pensar em negociação de dívidas sem ter dinheiro, hoje em dia é uma verdadeira utopia. Não é raro encontrar anúncios que vendem a ilusão de milagres quando o assunto é dívidas, entretanto também é claro que a maioria dos contratos de financiamentos possuem erros e é possível de se conseguir recuperar valores, ocorre que o padrão é esse.

Portanto, é preciso que você tenha algum recurso para fazer as propostas de negociação de dívidas.

5º - Quanto de dinheiro você pode guardar mensalmente para viabilizar um acordo?

Pensar em resolver o problema sem guardar nem 20% do valor da prestação da dívida atual é um dos maiores erros de quem está passando por este problema. 

Reserve mensalmente o mínimo de 20% do valor da prestação atual da dívida para viabilizar propostas para a quitação da mesma. 

6º - Pessoal qualificado é essencial

Traçar uma estratégia de negociação de dívida, gerenciar o dia a dia de uma negociação, analisar resultados e identificar novas oportunidades de negócio, é coisa para profissional. 

A negociação de dívida moderna não admite amadorismos e improvisos. Por isso, busque por qualificação.

Público alvo das soluções PROSIGA

Na área de recuperação de créditos e negociação de dívidas com bancos e financeiras a empresa oferece inicialmente a Consulta Grátis para clientes que possuem:

Contas bancárias negativas com valores superiores a R$ 100 Mil Reais; 
Contratos de financiamentos em atraso que foram dados bens em garantia, (carros, caminhões, lanchas, maquinários, navios, etc); 
Contratos de leasing em atraso; 
Contratos bancários e financeiros em geral, em atraso. 

Oportunidade de negócio

Seja um Consultor de Negócios em sua cidade, com uma marca conhecida nacionalmente, atraindo grande demanda de serviços até você, tenha credibilidade e forte divulgação de sua localização e números telefônicos.

Oferecemos oportunidade de excelente ganhos neste mercado!

*Mantenha-se atualizado sobre essa e outras oportunidades assinando nosso Boletim Informativo.

 

Copyright © 2007 - 2015 Prosiga Brasil CNPJ: 09.089.679/0001-01 - Todos os direitos reservados.

Site Seguro
A PROSIGA preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, entretanto não nos responsabilizamos por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Você pode usar as informações contidas nesse site, mas não deve nunca deixar de fazer suas próprias pesquisas e coleta de informações antes de tomar qualquer decisão. Nós procuramos responder dúvidas dos nossos leitores. Isso não significa que somos obrigados a responder todas as perguntas que recebemos. Também não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas. Elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc.
Tudo Sobre:

Recuperação de Créditos, Cobrança Judicial, Recuperação de Empresas, Blindagem Patrimonial, Revisão de Dívidas Empresariais, Banco Itaú S.A., Banco Bradesco S.A., Banco Volkswagen S.A., Busca e Apreensão, Banco Toyota S.A., Banco Santander S.A., Banco Itaucard S.A., Ações Judiciais, Banco Votorantim S.A., HSBC Bank Brasil S.A., HSBC Bank Brasil S.A., Recuperação de Créditos, Banco Panamericano S.A., Dano Moral, Banco Randon S.A., Banco Sofisa S.A., Banco Mercedes-Bens do Brasil S.A., Banco Safra S.A.>, BV Financeira S.A., Solução de Dívidas, Banco Honda S.A. , Hipercard Banco Múltiplo S.A., Banco Morgan Stanley S.A., Banco John Deere S.A., SICREDI S.A., Banco Alfa S.A., Banco ABN AMRO Real S.A., Banco do Brasil S.A., Banco Capital S.A., Banco Petra S.A., Scania Banco S.A.

.