Dívidas sobre Dívidas: 7 Dicas Rápidas para sair das Dívidas

Dívidas sobre Dívidas: 7 Dicas Rápidas para sair das Dívidas

Dívidas sobre Dívidas: 7 Dicas Rápidas para sair das Dívidas

São inúmeros os casos de pessoas e empresas que estão enfrentando problemas com dívidas, seja devido à crise política e econômica instaurada há aproximadamente três anos aqui no Brasil ou seja por qualquer outro motivo, quanto mais se demora em paga-las, mais os bancos, financeiras e operadoras de cartão de crédito vão embutir taxas e juros. 

Ocorre que, com um pouco de disciplina e planejamento é possível se livrar das dívidas e ficar livre das amarras dos oportunistas "bancos, financeiras e operadoras de cartão de crédito.

Introdução:

O objetivo deste trabalho é apresentar em linhas gerais algumas dicas que comprovadamente funcionam e que são úteis para ajudar pessoas físicas e jurídicas que estão enfrentando problemas com dívidas.

Dica 1 – Crie o hábito de anotar tudo

Se você pensa que as pessoas ficam ricas só por causa dos seus trabalhos ou por causa do seu nicho de mercado, você precisa rever seus conceitos.

Sem saber quanto e quais são seus gastos diários, vai ser impossível para você ter uma noção ou um planejamento para quitar as suas dívidas.

Dica 2 – Crie uma conta poupança e estipule uma meta de quanto você pretende aplicar na conta

Quando estamos endividados, se faz necessário criar uma conta para investir sobras, objetivando liquidar o mais rápido possível as dívidas, e muito mais importante é ter uma meta de quanto é que vamos poupar e em quanto tempo.

Ter um objetivo pré definido facilita a nossa vida, se estamos longe dele, sabemos que devemos nos esforçar mais.

Dica 3 – Sempre negocie antes de realizar acordos

Crie o hábito de negociar preços de serviços e produtos que você for adquirir. Para obter sucesso nestas negociações, você deve estar sempre com o dinheiro na mão, assim você pode ganhar um desconto maior por não utilizar a máquina do cartão.

Nunca esqueça, da mesma maneira que os compradores gostam de ser bem atendidos, os vendedores gostam de ser bem tradados.

Dica 4 – Compartilhe seu problema financeiro com alguém de confiança

Sem dúvida esta estratégia é muito interessante, informe que você precisa poupar 40% de suas receitas hoje! Quando nos comprometemos com alguém, tendemos a ser mais responsáveis, porque não queremos decepcionar as pessoas. Espalhar para várias pessoas que você vai poupar e liquidar suas dívidas, irá fazer com que você se esforce mais. É uma questão puramente psicológica.

Dica 5 – Sempre esteja preparado para aprender

Aqui na Prosiga você pode aprender gratuitamente com vários artigos, tanto sobre investimentos, quanto sobre finanças pessoais. Em determinados artigos, ensinamos a economizar, algo que deve ser o seu foco principal agora em relação as dívidas.

Dica 6 – Primeiro pague as dívidas que foram dados bens em garantia pelo pagamento

Primeiro pague as dívidas que foram dados bens em garantia, estas costumam ter juros mais altos. São elas que estão dissolvendo o seu capital mais rápido.

É por este motivo que você deve listar as suas dívidas e ver quais dívidas possuem mais riscos.

Dica 7 – Não tenha receio de renegociar suas dívidas

Tendo a consciência do valor das dívidas e das prioridades de cada uma delas, é hora de tentar renegociá-las. O credor também tem interesse na renegociação pois ele quer receber o dinheiro e perceber que você está interessado(a) em quitar. Então, retorne ao local onde a dívida foi adquirida e peça a renegociação, peça descontos, melhores juros e prazos maiores. 

Dica 8 - Reeduque-se financeiramente

Reeduque-se financeiramente para que você não fique endividado novamente. 

Para isso é preciso ter em mente que os gastos mensais são prioridade e pagar a fatura mínima do cartão de crédito significa somente deixar o problema maior.

 

Copyright © 2007 - 2015 Prosiga Brasil CNPJ: 09.089.679/0001-01 - Todos os direitos reservados.

Site Seguro
A PROSIGA preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, entretanto não nos responsabilizamos por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Você pode usar as informações contidas nesse site, mas não deve nunca deixar de fazer suas próprias pesquisas e coleta de informações antes de tomar qualquer decisão. Nós procuramos responder dúvidas dos nossos leitores. Isso não significa que somos obrigados a responder todas as perguntas que recebemos. Também não nos responsabilizamos por erros, omissões ou imprecisões nas nossas respostas. Elas não substituem a orientação de especialistas como advogados, contadores, especialistas em finanças etc.
Tudo Sobre:

Recuperação de Créditos, Cobrança Judicial, Recuperação de Empresas, Blindagem Patrimonial, Revisão de Dívidas Empresariais, Banco Itaú S.A., Banco Bradesco S.A., Banco Volkswagen S.A., Busca e Apreensão, Banco Toyota S.A., Banco Santander S.A., Banco Itaucard S.A., Ações Judiciais, Banco Votorantim S.A., HSBC Bank Brasil S.A., HSBC Bank Brasil S.A., Recuperação de Créditos, Banco Panamericano S.A., Dano Moral, Banco Randon S.A., Banco Sofisa S.A., Banco Mercedes-Bens do Brasil S.A., Banco Safra S.A.>, BV Financeira S.A., Solução de Dívidas, Banco Honda S.A. , Hipercard Banco Múltiplo S.A., Banco Morgan Stanley S.A., Banco John Deere S.A., SICREDI S.A., Banco Alfa S.A., Banco ABN AMRO Real S.A., Banco do Brasil S.A., Banco Capital S.A., Banco Petra S.A., Scania Banco S.A.

.